AREIA NO SONO Letra e Música : Isabel Borazanian As folhas, falam pelo vento... e no alimento do tempo quebra-se estruturas. A árvore afronta a calçada... A lua, a lua... A lua despe a rua iluminando as formas que se avolumam no espaço. A escuridão artificial anula a claridade natural Na rua, na rua artifícios temperam o sentido da noite A noite, a noite... A noite, vem... Consegue adentrar minh'alma Cálida... mansa... terna... O sono se esquece de mim Mas... eu continuo sonhando eu continuo sonhando A lua... a rua... a noite... O sono se esquece de mim Mas... eu continuo sonhando... eu continuo sonhando... eu continuo sonhando...